Sobras de cortinados

berço_MR

O que fazer com sobras de tecidos? Quando mudámos para esta casa colocámos 3 pares de cortinados na sala. No acerto da altura dos ditos sobraram 6 rectângulos de 50 x 145 cm que ficaram na gavetinha à espera de dias mais iluminados (em ideias).

Há coisas que não nos lembramos de fazer com antecedência ou a tempo do início das festividades, simplesmente nos lembramos numa altura qualquer que pode ainda valer a pena ou não. Quando estava grávida os meus pais e avós decidiram oferecer-nos o carrinho do bebé, os meus sogros oferecerm-nos o bercinho. Para o carrinho pedi então que tivesse os 3 componentes necessários aos primeiros meses de vida, a alcofa, o ovo (cadeirinha para acoplar ao automóvel) e a cadeirinha de passeio. Decidimos que nos primeiros meses a MR iria dormir no nosso quarto na dita alcofinha e não no berço que ocupava muito mais espaço e por isso está à sua espera no quartinho da bebé.

No alto dos meus 19 kg aumentados durante a gravidez, a tentar sobreviver à sensação de 50º com que Julho nos abençoou, inchada, com dificuldade nos movimentos, não consegui lembrar-me de nada que tivesse a ver com tornar a alcofinha sofisticada e high-tech do carrinho brutal em em algo mais mimoso e romântico para a bebé que aí vinha. O carrinho que nos ofereceram é mesmo de uma beleza e sofisticação por demais, vencedor de vários prémios de design e segurança, em pele, já dá para 2 (andamos a pensar no próximo, mas sem pressas…), prático e inteligente, só falta falar. Mas a verdade é que às vezes para proteger os sonhos de um bebé fazem falta umas rendinhas, um tecido quentidinho, uma colcha feita à mão, com amor, especialmente para a menina ou o menino. Enquanto o calor apertou limitei-me a colocar um lençolinho por baixo e outro por cima que a minha sogra cortou e coseu para a MR, mas com a entrada do frio os pormenores metálicos da alcofa começaram a gelar as mãozinhas da minha menina de noite, e o ar despido da peça parecia torná-la ainda mais fria.

Foi então que encontrei na gaveta dos tecidos as sobras dos cortinados! Têm um tom beje-creme, suave, perfeito para aquilo a que se destina. Comprei uns metros de renda e comecei o trabalho.

 *

1. 2 retângulos 5o x 145 cm + renda 3 metros;

2. cortei os rectângulos no comprimento até terem a medida necessária para envolver a alcofa (medi diretamente), fiz bainhas, cosi-os deixando 2 buracos para entrar o apoio do tapa-sol do carro e apliquei a renda;

3. coloquei a cinta virada do avesso na alcofa e dobrei apenas metade desta para fora, forrando a pequena caminha;

4. coloquei o colchãozinho por cima, com a renda que sobrou ainda a apliquei num leçol e fiz a caminha 🙂

 *

Uma ternura mesmo, só vos digo. Só pensava, ‘Mas porque é que não fiz isto antes?’ Enfim, acredito que tenha a sua razão de ser. Ficou o máximo, como podem ver. O coelhinho é o guardador de sonhos da caganita e foi uma oferta da avó M. Os leçóis são da avó R e a mantinha de lã tecida pela tia D. Delicioso…

One thought on “Sobras de cortinados

Também quero dizer uma coisa

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s